Smarana

Discussões sobre Memória Organizacional em ambientes de desenvolvimento de Software

Ainda sobre a dimensão social da competência – Recortes

Estive revisitando um ótimo livro e resolvi trazer uns recortes para reforçar o exposto no último post. Embora ele trate da História da Sociedade da Informação (como o próprio título sugere), há uma série de episódios de importância significativa para diversas áreas da ciência social aplicada.

Um trecho citado pelo autor (Armand Mattelart) revela:

“A norma é aquilo que assegura a integração das partes ao todo. Quer elas sejam de caráter técnico ou comportamental, são as normas e os procedimentos que determinam os critérios de eficiência da organização [grifo nosso]. ‘A norma é aquilo que fixa o normal a partir de uma decisão normativa… Sob o ponto de vista da normatização, não há diferença entre o nascimento da gramática na França no século XVII e a instituição do sistema métrico no final do século XVIII […]’ [Canguilhem, 1966, p.181]. ” (MATTELART, p. 25).

Da mesma forma, podemos considerar a “normatização” das competências em uma organização, refletindo suas necessidades, objetivos e características operacionais. O autor prossegue afirmando:

“O decreto sobre o sistema decimal de pesos e medidas representa uma das decisões normativas mais simbólicas, pois pega o contrapé dos preconceitos e das tradições da época feudal que havia feito da anarquia das medidas um instrumento de engodo [grifo nosso] no comércio em favor do poderosos. O metro aparece como a realização do ideal secular da transcendência da troca. Encontrada na Natureza, nessa Natureza dos filósofos das Luzes, comum a todos, a nova unidade é glorificada como fruto da razão emancipadora: portadora dos valores universais [não necessariamente totalizantes], ela aproxima as pessoas [grifo nosso].” (MATTELART, p.28)

Ora, a anarquia e a falta de valores universais (totalizantes ou não) tende a criar um ambiente propício à farsa, ao engodo e ao legítimo engano. Em uma área tão pessoal e personalizante quanto o conhecimento, torna-se impossível identificar a verdade do falseamento e ainda do equívoco despropositado. Pior, enquanto no sistema métrico essa anarquia favorecia os poderosos, a falta de normatização de competências confere poder a qualquer pessoa para exibir (verdadeiramente ou não) qualquer leque de virtudes. Certamente isso acabará passando por alguma avaliação ou juízo… mas quem teria autoridade para isso se a ausência de norma for o princípio basilar da gestão por competências?

A partir daí segue um retrato muito bem desenhado dos eventos que culminaram na atual (dita) sociedade da informação. Vale a pena ler. Por fim, deixa mais um trecho para reflexão:

“O conceito de bias of communication, ou ‘tendências da comunicação’, permite distinguir os vetores de comunicação segundo estejam ligados ao tempo (time-binding) – a tradição oral e o manuscrito – ou ao espaço (space-building) – a tradição mecanizada representada pela imprensa e pela comunicação eletrônica [sugere indissociabilidade entre informação e meio, na mesma linha de McLuhan – pessoalmente, não concordo]. A cada uma dessas tendências corresponde uma configuração social dada. A primeira tende à descentralização e privilegia a memória, o sentido da história, as pequenas sociedades e assembléias, formas dialógicas de poder [não há referência ao total reducionismo ao indivíduo]. A tradição mecanizada é centralizadora por definição. Ela comanda a expansão e o controle do território. Baseando-se na dialética centralização/descentralização, ela reforça o centro a partir das periferias. Cada avanço nas tecnologias de alta velocidade de expressão e de transmissão destrói elementos da comunidade humana[seria uma referência a um retorno à anarquia – dos signos, significados e medidas -, ao individualismo, tal qual uma nova Babel?].” (MATTELART, p.74) [grifos nossos]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado às sexta-feira, maio 8, 2009 por em Banco de Talentos e marcado , .

O Autor

Twitter

Goodreads

Oath of non-allegiance

Oath of non-allegiance

Oath of non-allegiance

%d blogueiros gostam disto: