Smarana

Discussões sobre Memória Organizacional em ambientes de desenvolvimento de Software

Não sei explicar, logo é tácito?

A profusão de informações incompletas ou assunções incoerentes sobre a natureza do tácito tem levado a uma visão completamente equivocada de que tudo que uma pessoa não sabe explicar é tácito.

Não devemos confundir inépcia ou deficiência de articulação com a polarização do conhecimento.

Como disse antes, tácito é aquilo que é mobilizado sem que a pessoa se dê conta. Mas isso é do ponto de vista pessoal. Considerando uma comunidade, deve-se fazer uma extrapolação para o meta-córtex daquele grupo de indivíduos. Tácito passa a ser aquilo que a comunidade não é capaz de representar em um meio (externalizar), gerando informação para trânsito entre os agentes – seus integrantes.

Assim acabamos também de definir explícito não como aquilo que já está registrado em um meio, mas tudo que é passível desse registro.

Vamos recorrer de novo ao exemplo do martelo.

Digamos que Mario recebeu instruções sobre como martelar e, entre elas, que segurar na ponta do cabo do martelo é mais eficiente do que próximo à cabeça em função do efeito alavanca (que possui a fórmula tal). Lá pelas tantas, Mario esqueceu da explicação e, ao transmitir para Luiggi, diz só “ma che!!! segura na ponta che é più meglio” (tradução no estilo Passione). Há quem me diga que isso é tácito, pois ele não sabe explicar.

No entanto, tanto Mario como Luiggi receberam informações diferentes, mas ficou registrado em sua memória a informação de que maneira é melhor segurar a ferramenta. E é exatamente essa informação que mobilizam – conscientemente, portanto explícita – ao martelar. Não há conhecimento tácito de física na mente deles naquele momento sendo mobilizado consciente ou inconscientemente.

Nesse caso, então, a experiência (know how) serviu aos propósitos, mas a informação formal, mais aprofundada sobre o funcionamento do mecanismo (know why), que permite, entre outras coisas, o questionamento e o aprimoramento de técnicas, foi negligenciado. Mas isso é um outro assunto.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em terça-feira, setembro 28, 2010 por em Rapidinhas da GC.

O Autor

Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Goodreads

Oath of non-allegiance

Oath of non-allegiance

Oath of non-allegiance

%d blogueiros gostam disto: