Smarana

Discussões sobre Memória Organizacional em ambientes de desenvolvimento de Software

To Git or not to Git…

Amadurecimento de ideias leva tempo

Amadurecimento de ideias leva tempo

Ontem estava batendo um papo com o colega @marlonscarvalho sobre diversas coisas e acabamos comentando sobre o Smarana KMS. Não é novidade para quem frequenta este blog que ele tem inspiração num incessante estudo sobre Gestão do Conhecimento na área de gerência interprojetos – e também de uma série de insatisfações acerca de como as coisas são conduzidas na área de desenvolvimento de software. Quando as ideias ainda estavam verdes, embrionárias, lancei o código no Google Code, mas depois retirei por diversos motivos: precariedade da definição da arquitetura, falta de público e, também decorrente deste último, um certo receio de não ter reconhecimento (social ou financeiro) pelo modelo meio “vampiresco” que observava na comunidade.

Esses sentimentos ainda rondam minha mente – além da falta de tempo para colocar o projeto adiante. Mas hoje tenho um pouco mais de esperança na comunidade – ou talvez tenha menos expectativa sobre o que virá com o projeto. Parte desse desapego veio com a conclusão do livro sobre Engenharia de Requisitos, que representa o que eu vinha tentando, sem sucesso, explicar às pessoas. Enquanto eu escrevia, formava-se a [triste] convicção que aquilo era um texto meu para mim mesmo… as pessoas não entendiam não por falta de capacidade intelectual, mas sim porque nunca se importaram. Com o livro não seria diferente – até porque não comprar é mais fácil do que despachar alguém que tem obrigação funcional de te dizer o que você não quer ouvir.

Multitasking tem limite

Multitasking tem limite

E é bem por aí que o SmaraNa caminha… Em um domínio do conhecimento extremamente importante, mas que tem poucos adeptos declarados. Quem defende essa corrente, que hoje é [erroneamente] tomada como ultrapassada ou equivocada, sofre do apartheid GP clássica x Agile. É como dizem: pregar no deserto. Essa máxima é tão precisa que torna-se evidente observando o número de comentários (prós, contras e nem-um-nem-outro-muito-pelo-contrário) extremamente pequeno neste blog – e olhe que ele é razoavelmente visitado (sem falar nos váááários downloads do exemplo de requisitos que ainda está no Google Code) -, onde as pessoas passam, dão uma lida e seguem adiante anonimamente, sem se comprometer, contribuir ou criar um elo de identificação com autor ou demais leitores.

Mas chega de mi-mi-mi e vamos ao que interessa. Tô com o projeto aí… caminhando por fora, na maciota, concorrendo com um monte de coisas mais atraentes (qualidade de vida) pelo meu esforço, enquanto decido se faço doutorado ou não. A depender dos comentários dos interessados em colaborar/consumir, o projeto volta a público com fôlego renovado.

Anúncios

2 comentários em “To Git or not to Git…

  1. Marlon Silva Carvalho
    quarta-feira, dezembro 7, 2011

    Compartilha. Deixa ele lá no Github que quando você menos perceber, alguma alma vai aparecer como quem não quer nada e dar uma ajudinha. Tipo, corrigir erros de português nas mensagens do programa. 🙂

    Hoje em dia, fazer um aplicativo opensource pra mim é mais um exercício, estudo, hobby ou sei lá o que mais. Já perdi as esperanças.

  2. Android Phones
    quinta-feira, dezembro 8, 2011

    I really appreciate what you post. You have a new subscriber now.
    Android Phones

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em quarta-feira, dezembro 7, 2011 por em Smarana Software.

O Autor

Twitter

Goodreads

Oath of non-allegiance

Oath of non-allegiance

Oath of non-allegiance

%d blogueiros gostam disto: